Navio saiu do Recife em direção a Fernando de Noronha, mas naufragou próximo a Cabedelo (PB)

A Marinha do Brasil entra, nesta sexta-feira (1º), no décimo dia de buscas pelos dois tripulantes ainda desaparecidos após o naufrágio do navio Thaís IV, que ocorreu na madrugada de 22 de junho. Dos oito ocupantes da embarcação, quatro foram encontrados com vida no mesmo dia 22 e dois morreram e tiveram seus corpos resgatados do mar em 24 de junho.

Em atualização feita na noite de quinta-feira (30), a Capitania dos Portos de Pernambuco informou que, desde o início das operações, as buscas cobriram um espaço marítimo equivalente a 14,5 mil quilômetros quadrados.

Leia também

 

• Embarcação que saiu do Recife naufraga a caminho de Fernando de Noronha; há desaparecidos

• Continuam buscas por desaparecidos de navio que naufragou a caminho de Noronha

• Tripulantes resgatados de embarcação que naufragou a caminho de Noronha chegam ao Recife

• Marinha localiza corpos de dois tripulantes de navio que seguia para Noronha

 
 

O Thais IV naufragou em 22 de junho, a cerca de 60 milhas náuticas (equivalente a 111 quilômetros) da cidade de Cabedelo, no Litoral Norte da Paraíba, após sair do Porto do Recife em direção ao arquipélago de Fernando de Noronha. 

A Capitania dos Portos de Pernambuco informou que um inquérito foi aberto para apurar causas e circunstâncias do ocorrido. Ainda não há informações oficiais sobre o que pode ter motivado o naufrágio. Nenhum nome dos tripulantes foi oficialmente divulgado.

O Porto do Recife, por meio de nota oficial, informou que a embarcação costumava atracar no terminal a cada duas semanas para embarcar suprimentos para Fernando de Noronha. 

O barco zarpou da capital pernambucana com "100 toneladas de materiais diversos", às 14h20 de 21 de junho e deveria chegar na manhã de 22 de junho à ilha de Fernando de Noronha. No entanto, por volta das 4h30 do dia 22, a tripulação perdeu contato com o continente.

Segundo o Porto do Recife, o comandante da embarcação informou que a manutenção estava em dia e que a carga não excedia o limite permitido. 

 

LEIA ISSO EM,https://www.folhape.com.br/noticias/dez-dias-apos-naufragio-marinha-segue-buscas-por-dois-tripulantes/232297/