Projeto de turismo une quatro estados do Nordeste para um roteiro integrado

Um projeto para unir quatro estados do Nordeste e incentivar o turismo nessas áreas foi lançado ontem por representantes do setor turístico. Chamado de Nordeste Arretado, o projeto quer unir os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte, mostrando para os turistas que é possível conhecer esses lugares conjuntamente, pois eles estão conectados, com proximidade, por terra, água e mar. Para colocar em prática o desenvolvimento das ações, houve integração entre os quatro estados, que entraram com aporte de R$ 400 mil, e o Ministério do Turismo, com aporte de R$ 1,8 milhão.

Pela iniciativa, os quatro estados pretendem que as empresas e operadoras de turismo possam vender pacotes para esse roteiro, de maneira integrada. O projeto também lançou o site nordestearretado.com.br, com informações sobre os estados, indicações de roteiros, seja de romance, família, ecoturismo e mais.

“Esse é o momento de utilizar todas as nossas ferramentas para conhecer nossas regiões e efetivamente ajudar na retomada econômica do turismo. Por conta da segurança com a pandemia, essas viagens mais curtas, que podem ser feitas de carro é uma boa indicação para o momento”, ressaltou o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes.

Leia também

 

• Governo do Estado abre licitação para a concessão do Centro de Convenções de Pernambuco

• Dicas para consumo de alimentação na praia

• Cachorro ajuda a distribuir mesas para banhistas na praia; assista

 
 

Os aportes financeiros dos estados e do ministérios foram utilizados para fazer a divulgação do Nordeste Arretado, por meio de campanhas de marketing, trabalho de mídia, entre outras ações. 

A estimativa da organização é impactar diretamente mais de cinco mil profissionais de turismo, sendo dois mil presencialmente. “Queremos fazer com que o pessoal descubra uma nova maneira de visitar o Nordeste, entrando por um estado e saindo por outro. É uma nova forma de abordar a comercialização dos estados”, comentou Luciana Fernandes, da BBG Brasil, idealizadora do projeto junto com as secretarias de turismo dos estados.

 
    LEIA MAIS EM,https://www.folhape.com.br/economia/