O Governo do Estado de Pernambuco publicou um decreto nesta quinta-feira (30) prorrogando o estado de emergência em saúde pública por conta da pandemia até 30 de setembro. 
A decisão está em vigor desde o mês de março deste ano, quando foi revogado o estado de calamidade e entrou o estado de emergência por conta do coronavírus.
 
Há dois anos Pernambuco estava em estado de calamidade e a mudança para o estado de emergência significa que a situação está menos grave do que no início da pandemia.
 
Ao todo, foram confirmados 972.784 casos da Covid-19 e 21.861 mortes. Nesta quarta-feira (29), foram registrados 3.421 novos casos no estado.
 
Para o governador Paulo Câmara (PSB), houve "quebras no padrão de redução de casos da Covid-19 e do aumento de circulação de outros vírus respiratórios". Por conta desse aumento, o estado precisou aumentar a oferta de leitos e serviços médicos.
 
O estado ainda destacou que houve uma defasagem na vacinação, principalmente para os grupos vulneráveis às formas graves da doença.
 
 
LEIA TAMBÉM EM,https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/vidaurbana/2022/06/governo-de-pernambuco-prorroga-estado-de-emergencia.html