Auxiliar de logística voltava para casa do trabalho quando viu os três sendo arrastados pela água

"Não pensei em nada, só queria salvar a vida delas". A frase é do auxiliar de logística Marcos Vinicius de Souza Vasconcelos, de 20 anos. Na noite desta quarta-feira (21), enquanto voltava do trabalho no ônibus da empresa e passava por Nova Aurora, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, o rapaz se deparou com uma enchente que alagou ruas do bairro e arrastou carros. Em um deles, estavam uma mãe e duas bebês, irmãs gêmeas, de apenas 1 ano.

Todo o resgate foi filmado e durou cerca de cinco minutos.

"O ônibus da empresa mudou a rota porque para onde íamos estava cheio de água. O ônibus seguiu pelo bairro da Alvora e enguiçou. O carro dessa mulher estava na frente e sendo levado pela água. Vi a mulher gritando que estava com criança dentro do carro. A gente foi para porta e ajudamos ela" contou Marcos.

Leia também

• Inmet emite alertas de chuvas e ventos intensos para Sertão e Agreste de Pernambuco

• Sobe para três número de mortes durante chuvas no estado do Rio

Ele detalhou como conseguiu fazer o resgate:

"Eram dois bebês gêmeos de um ano. A mãe tinha aproximadamente 40 anos. O resgate durou cinco minutos. As meninas (outras passageiras) queriam ajudar, mas elas não conseguiram descer do ônibus. Eu fui, coloquei o pé na roda do carro e peguei as crianças. Eu só queria tentar ajudar e salvar as crianças."

Segundo Marcos, a mãe agradeceu. Ele afirmou, ainda, que não consegue dimensionar o que aconteceu.

"A ficha ainda está caindo" disse.

O auxiliar de logística contou que ele e sua família sofreram perdas em consequência da enchente e estão sem móveis e geladeira:

"Qualquer chuva aqui sempre alaga. Todo começo de ano a gente perde móveis. Essa já é a segunda enchente que a gente perde móveis."

No vídeo que mostra o resgate, é possível ver a mãe e as crianças sendo puxadas pelo braço por Marcos para um lugar seguro. Logo depois, o carro é levado pela enxurrada.

Em outro ângulo, é possível ver Marcos Vinícius apoiado com a perna esquerda na escada de entrada do ônibus, e com a direita segurando a traseira do veículo. Ele puxa primeiro uma criança, que está aos prantos, e depois ajuda a mulher. Ambas são colocadas dentro do coletivo.

leia mais em,https://www.folhape.com.br/noticias/so-queria-salvar-a-vida-delas-diz-jovem-que-resgatou-mae-e-dois/318619/