Tendência é de fim de semana com mais frio e chuva

Grande parte do Brasil enfrenta, a partir desta segunda-feira (16), uma semana de frio intenso causada por uma forte massa de ar polar. Há, inclusive, possibilidade de geada para estados do Sul e em regiões de São Paulo, Mato Grosso Sul e Minas  Gerais. 

Em Pernambuco, segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), a borda da massa de ar polar deve chegar com pouca intensidade e pode derrubar a temperatura máxima em até 6ºC no Agreste e Sertão do Estado por volta da próxima sexta-feira (20). Para a Região Metropolitana do Recife (RMR), a tendência é de uma queda de cerca de 4ºC no final de semana.

A meteorologista da Apac Maria Aparecida Fernandes explica que a maioria dos modelos de previsão numérica mostram que as instabilidades geradas pela massa de ar polar podem atingir Pernambuco, que deve ser afetado mais pela borda do sistema.

Leia também

 

• Halo solar chama atenção no céu da Região Metropolitana do Recife; entenda o fenômeno

• Eclipse total deixa a lua vermelha; veja fotos do fenômeno pelo mundo

 
 

“Essa diminuição é devido ao aumento de nebulosidade. Devem ocorrer chuvas também”, explica a meteorologista. O ar mais frio, oriundo do sul do País, ao encontrar as temperaturas mais elevadas do Nordeste, gera um aumento de instabilidade que, consequentemente, aumenta a nebulosidade e as chances de chuva.  

As temperaturas máximas no Sertão e Agreste devem cair para 24ºC a 25ºC a partir de sexta-feira - o valor é cerca de 6ºC mais baixo do que os registrados no início desta semana, na casa dos 30ºC. Para a RMR, são esperados termômetros na casa dos 26ºC de máxima durante o dia no próximo domingo (22), aproximadamente 4ºC a menos.

“A tendência é de um fim de semana chuvoso e mais frio. Tem lugar que pode baixar mais ainda”, acrescenta a meteorologista da Apac. Aparecida alerta ainda que, como a previsão é para muitos dias, é importante acompanhar possíveis atualizações para caso o sistema seja antecipado ou atrasado.

“O que vai chegar não é a massa de ar polar, uma massa de ar frio que se forma nos polos sul ou norte e vai se deslocando, mas a borda do sistema. Quando vai subindo [do Sul] vai perdendo as características de massa polar, mas ainda causa instabilidade, um ar mais frio”, finalizou Maria Aparecida.

 

LEIA TAMBÉM EM,https://www.folhape.com.br/noticias/massa-de-ar-polar-deve-derrubar-temperaturas-em-pernambuco/226968/